google-site-verification: googleff0548b35ec7a6b9.html Medicina Holística - Terapia Holística para que serve -

O que é Medicina Holística

O termo Medicina Holística refere-se à abordagem no tratamento médico baseada na teoria de que os organismos vivos e o meio ambiente funcionam juntos como um todo integrado (ver: holismo).

Tal concepção traz implícita a idéia de que,ao serem reunidos para constituir uma unidade funcional maior, os componentes individuais de um sistema desenvolvem qualidades não-predizíveis a partir de seus componentes isolados. A abordagem holística na medicina insiste no estudo não só de uma moléstia individual, mas também das respostas das pessoas a esta moléstia, sob os aspectos físicopsicológico e social.

Uma estratégia de tratamento deve, portanto, levar em conta as necessidades únicas de cada indivíduo; todas as facetas da doença são levadas em conta, tais como os efeitos da mesma nas relações pessoais, na família,no trabalho e no bem-estar emocional do paciente.

O tratamento holístico privilegia o encorajamento da capacidade do próprio paciente de se autocurar, em lugar de lançar mão de recursos cirúrgicos ou de drogas, e enfatiza a educação e o cuidado com o próprio organismo, incluindo dietas e exercícios. A medicina holística é uma abordagem específica, não uma especialidade médica, não sendo exclusiva de nenhuma e podendo ser aplicada em todas.

 

Tipos de terapias holísticas

Muitas das terapias holísticas usadas nos tratamentos fazem parte dos ensinamentos da medicina oriental, como a Medicina Chinesa e o Indiano Ayurveda. São exemplos de terapias holísticas mais aplicadas:

  • acupuntura,
  • florais,
  • cromoterapia,
  • massagens,
  • terapia com cristais,
  • fitoterapia,
  • reflexologia,
  • shiatsu,
  • reiki.

A abordagem holística acredita que os elementos emocionais, mentais, espirituais e físicos de cada pessoa formam um sistema, e objetiva tratar de toda a pessoa em seu contexto, concentrando-se tanto na causa da doença como em seus sintomas.

O terapeuta holístico sempre entende que, qualquer problema que aflija um paciente ou cliente a procura de uma consulta é ocasionado por uma desarmonia do todo integrado, e a terapia holística tem por objetivo resgatar o equilíbrio deste indivíduo.

 

Cânhamo, Cdb, Óleo De Cbd, O Óleo De Cânhamo, Tintura

O Histórico da Terapia Holística ao longo dos anos

Hipócrates, o médico e filósofo grego que foi o pai da medicina ocidental, gostava de repetir enquanto cuidava de seus pacientes que “o homem é uma parte integral do cosmo e só a natureza pode tratar seus males”. Com isso, ele queria mostrar que as causas da doença eram naturais, e não punições divinas como se acreditava até então, e que o equilíbrio e a saúde do corpo estão diretamente ligados ao ambiente em que vivemos.

Essa mesma frase voltou a soar atual nos últimos anos, ao mesmo tempo em que ocorre uma popularização dos métodos alternativos à mesma medicina ocidental que Hipócrates fundou.

A partir do século 17, quando as ideias do filósofo René Descartes começaram a influenciar a ciência, os tratamentos médicos passaram a ver o corpo humano como uma máquina em que cada parte tinha uma função específica e independente.

Para Descartes, entendendo-se cada uma das partes, entende-se o todo. Simples assim. A medicina moderna, esquecendo o conselho de Hipócrates e o que vinha a ser a terapia holística, ergueu-se sobre esse pressuposto e ainda está bastante apoiada nele. Hoje, a teoria de Descartes já não faz muito sentido. A ciência mais que provou a intrínseca relação entre mente e corpo e suas consequências para a saúde humana. Também está claro que isolar uma parte do corpo e desconsiderar o resto é receita segura para efeitos colaterais inesperados.

No enfoque holístico a doença do corpo físico é apenas, e tão somente, o reflexo ou a somatização das desarmonias já existentes nos corpos energéticos e emocionais. Assim sendo, o tratamento holístico visa tratar não apenas dores ou desajustes do corpo físico, ou seja, não somente o efeito, mas busca detectar a origem do males e tratá-los, para que assim deixem de existir não somente os males mas também as causas que os provocam.

 

Veja também > O QUE É REIKI

 

Resultado de imagem para medicina holistica"

Como funciona a medicina holística?

Ainda que seja chamada de medicina alternativa, é importante saber que a medicina holístico não exclui a medicina convencional do tratamento. O que o método faz é utilizar as ferramentas convencionais como parte do processo e aliá-las a outras formas de lidar com os problemas médicos.

A prática faz uso da nutrição, exercícios físicos, homeopatia, quiroprática, naturopatia, meditação, acupuntura, preces e aconselhamento espiritual e sobre relacionamentos em seus tratamentos.

Todas essas ferramentas são utilizadas com foco na reeducação e no reequilíbrio do corpo, como forma de balancear os sistemas cardiovascular, respiratórios, osteoarticular, nervoso e digestório e os aspectos mental, emocional e espiritual.

O tratamento com abordagem holística também leva em conta aspectos como o que motivou o paciente a buscar auxílio médico, o que ele imagina que seja o seu problema, qual ou quais são os seus temores em relação ao problema e o que ele espera conseguir por meio da consulta.

Para isso é necessário que o médico adepto ao método tenha boas habilidades no que se refere a ouvir e se comunicar. A medicina holística também encoraja a participação do paciente no relacionamento entre ele e o médico e o empoderamento do paciente.

Outra ferramenta que faz parte do tratamento holístico são as visitas a domicílio, que podem ser feitas tanto pelo próprio médico, quanto por seus enfermeiros. O objetivo é obter uma visão em sua totalidade a respeito da vida do paciente, suas condições individuais e circunstâncias sociais.

A técnica holística é recomendada para problemas ocupacionais, ortopédicos, traumáticos e posturais. Ela também favorece especialmente os idosos, devido ao fato de tratar desgastes físicos que geralmente acontecem de forma natural, por conta do envelhecimento, restringindo os movimentos e atrapalhando o equilíbrio da vida dessas pessoas.

Um exemplo prático

Vamos imaginar que uma pessoa sofre frequentemente e resolveu consultar-se com um médico praticante da medicina holística para tratar o problema. Em vez de apenas receitar um medicamento para acabar com a dor, o profissional avaliará outros aspectos que podem estar contribuindo para o problema como doenças, hábitos alimentares, problemas pessoais, estresse, qualidade do sono e questões espirituais.

O tratamento escolhido pelo profissional para livrar o paciente da dor até poderá incluir remédios, entretanto, provavelmente trará também a sugestão de mudança de hábitos e/ou estilo de vida como forma de evitar que as dores de cabeça retornem. Ou seja, o médico buscará tratar o que causa o problema e não simplesmente a dor em si.

Cuidados

Caso você tenha se interessado pela prática e queira ser atendido por um profissional adepto da medicina holística, é necessário tomar alguns cuidados. Busque, primeiramente, um bom médico, que tenha boas indicações, reputação e faça parte de uma clínica ou organização confiável.

Para saber se o profissional em questão é de qualidade, a melhor saída é sempre pesquisar. Procure saber onde ele estudou, trabalhou, quais suas especialidades e experiências e se ele possui certificados na área da medicina holística.

Ao se consultar, avalie se ele realmente utiliza a técnica, considerando a sua importância como paciente no processo, faz com que você se sinta confortável e respeitado em relação às suas crenças e preocupações, se empenha-se em conhecer você como uma pessoa em sua totalidade, se questiona sobre os diversos aspectos de sua vida – físico, espiritual, social e psicológico – e se propõe um tratamento que vai além da prescrição de medicamentos.

 

Terapias alternativas chegam aos planos de saúde

Conheça algumas das terapias alternativas que começam a fazer parte dos planos de saúde. Elas podem evitar e tratar diversas doenças, através de diversas técnicas disponíveis, sem danos colaterais.Nos últimos anos, os tratamentos da medicina alternativa vêm sendo cada vez mais utilizados. Tratamentos alternativos são aqueles que não são não são normalmente usados em “medicina convencional”. Com esta crescente aceitação popular, muitos planos de saúde e seguros saúde começaram a cobrir certos tratamentos alternativos. A Unimed, por exemplo, tem em seu cadastro médicos acupunturistas e homeopatas.

As seguradoras e operadoras consideram alguns determinantes para decidir se vão cobrir um tratamento de medicina alternativa e se ele é necessário. Geralmente são tratamentos que não necessitam de licenciamento oficial por parte do governo.

Uma matéria publicada no respeitado JAMA –  The Journal of the American Medical Association, em novembro de 1998, chamou a atenção dos médicos para as terapias alternativas:

“Embora a medicina convencional afirme que as diversas terapias alternativas ainda não foram rigorosamente avaliadas na sua eficácia terapêutica, isso acontece também na medicina convencional, em que tratamentos que são utilizados ainda não foram testados cientificamente. Enquanto isso, as terapias alternativas são utilizadas por milhares de pessoas todos os dias, com uma despesa de bilhões anuais em cuidados com a saúde. Por esse motivo, os médicos devem estar dispostos a aprender mais sobre as diversas terapias alternativas, aumentando sua compreensão sobre seus possíveis efeitos e limitações”.

É cada vez mais comum que pacientes usem terapias alternativas ao mesmo tempo em que recorrerem a formas de tratamento convencionais. Alguns não informam o seu médico sobre isso, mas seria interessante que o fizessem. Quer ele seja contrário ou não, seria bom para todos que essas informações fossem partilhadas. Isso porque, certas ervas usadas em terapias alternativas podem ter interações perigosas com os tratamentos convencionais.

A atitude correta dos profissionais da área médica é reconhecer e respeitar que alguns de seus pacientes recorram a terapias alternativas, sem que suas próprias opiniões impeçam que eles colaborem com os terapeutas alternativos.

As terapias alternativas visam equilibrar corpo e mente, tratando sintomas e ao mesmo tempo evitando o surgimento de doenças. Entretanto, é preciso que sejam aplicadas por profissionais especializados, que estejam capacitados para sua utilização.

amenizando os sintomas ou evitando o surgimento de doenças. Seja qual for a técnica escolhida, vale ressaltar que apenas profissionais especializados estão aptos a praticá-las. A seguir, conheça cinco terapias alternativas e seus benefícios, segundo a Sociedade Brasileira de Medicina Alternativa e Psicossomática:

As terapias alternativas estão sendo incorporadas paulatinamente nos planos de saúde, é importante conhecer algumas das mais importantes:

Terapias alternativas chegam aos planos de saúde

Fitoterapia – as plantas no tratamento medicinal

A medicina fitoterápica parece ser a mais tradicional medicina alternativa. As ervas são usadas há séculos na medicina. O que acontece é que ainda são poucas as espécies vegetais que foram estudadas cientificamente, com informações precisas sobre sua eficácia e segurança no uso. O que se conhece a respeito do resultado do uso das ervas é através da tradição oral e do uso através do tempo.

Recentemente, foram publicados vários estudos científicos mostrando a utilidade de certas plantas no tratamento da depressão, perda de memória, problemas da menopausa e da próstata. Uma erva já estudada e que vem sendo muito adotada é a cimicífuga. Ela já era utilizada pelos índios norte-americanos para problemas menstruais e do parto. Agora ela vem sendo utilizada para aliviar os sintomas da menopausa, depois que seu extrato começou a ser comercializado, a partir estudos realizados na Alemanha.

Apesar dos remédios naturais feitos com ervas serem utilizados por se achar que são mais seguros que os medicamentos sintéticos, em alguns casos isso não é verdade. Há efeitos colaterais, como por exemplo, ervas combinadas ou em extratos concentrados podem fazer bastante mal ao fígado, ou aumentar a pressão sanguínea. Pessoas que tem pressão alta, diabetes, doenças crônicas, devem tomar cuidado ao utilizar remédios fitoterápicos.

Os remédios fitoterápicos precisam ter uma origem segura, porque há o risco de serem contaminados com substâncias tóxicas. Também a qualidade precisa ser observada, porque muitas vezes não contém a concentração da substância em doses eficazes. Por isso, é preciso observar a credibilidade do laboratório ou farmácia responsável pela sua produção.

Acupuntura

Acupuntura, tradicional terapia chinesa, é a técnica que busca estimular os pontos vitais do organismo, através da aplicação de agulhas ou calor, proporcionado pela queima de ervas secas, nos meridianos de energia do corpo humano.

A acupuntura é indicada para muitos problemas, principalmente dores, como enxaqueca, endometriose, problemas da coluna e também obesidade, alergia, insônia, asma e outras. No Brasil, passou a ser especialidade médica desde 1995, com benefícios reconhecidos cientificamente. A acupuntura praticamente já deixou de ser uma terapia alternativa. Atualmente é praticada por diversos médicos anestesistas, pelo seu efeito comprovado como anestésico. É oferecida por diversos planos médicos e também pelo SUS.

Ayurveda

A ayurveda é uma terapia oriental antiquíssima, com mais de cinco mil anos, que começou a ser desenvolvida na Índia, Dela derivaram elementos básicos para outras terapias alternativas, com as que passaram a ser praticadas na China. Segundo a ayurveda, a doença é um sintoma de desequilíbrio entre o corpo, a mente e a alma. Na terapia se busca o reequilíbrio, integrando nutrição, meditação, exercícios e massagens.

As massagens da ayurveda são realizadas utilizando-se óleos essenciais em movimentos de estímulo nos pontos considerados vitais, com alongamento dos tendões e ligamentos. É indicada nos casos de estresse, dores musculares, síndrome do pânico, dores reumáticas, da coluna, nos casos de enxaqueca e no fortalecimento do sistema imunológico.

 

Suplementos vitamínicos

Os suplementos que incluem vitaminas e sais minerais são utilizados para tratar e prevenir vários problemas de saúde, entre eles a anemia, a osteoporose e os problemas de pele e cabelo. As doses diárias recomendadas são consideradas seguras e eficazes, no entanto, quando se exagera tomando superdoses, o efeito pode ser perigoso para a saúde, causando efeitos colaterais. É sempre bom respeitar as quantidades indicadas e não abusar no uso.

Iridologia

A iridologia não é um método para tratar ou evitar doenças. A técnica procura diagnosticar desequilíbrios e problemas de saúde através da análise da íris. Cada órgão está ligado a um local específico do globo ocular e o terapeuta utiliza uma foto da íris para identificar alterações dos órgãos ou problemas emocionais e psicológicos. O diagnóstico precoce auxilia no tratamento das doenças.

Homeopatia

A homeopatia é utilizada desde o século dezoito, inicialmente utilizada como um tratamento mais suave do que os que eram utilizados na época. Utiliza extratos vegetais e minerais em doses mínimas, diluídos centenas e até milhares de vezes, em minúsculas proporções. Segundo a homeopatia, quanto mais diluído o componente, maior o seu efeito. Os diversos problemas de saúde são tratados com princípios ativos diluídos que provocam o mesmo efeito dos sintomas, partindo do conceito de que “semelhante cura semelhante”.

Em estudos realizados, foi comprovado que os remédios homeopáticos têm efeito sobre asma, alergias, diarreia, tosse, dores, enxaqueca e outros problemas de saúde. Visto que são muito diluídos, são considerados seguros. Um artigo publicado na revista JAMA (The Journal of American Medical Association) em março de 1998, confirmou que para problemas de saúde crônicos a homeopatia pode ser uma opção de tratamento importante, complementando a medicina moderna como mais uma ferramenta disponível.

Reflexologia

Para a medicina tradicional chinesa, os pés refletem todos os órgãos e sistemas do corpo humano. A reflexologia tem como objetivo equilibrar corpo e mente através da massagem dos pés, estimulando os diferentes pontos, com benefícios para os diferentes órgãos a eles ligados. A técnica elimina toxinas, combate o estresse, prisão de ventre, enxaqueca e outros problemas de saúde.

 

Medicina Holística PDF

LIVRO VIOLETAS NAS JANELAS

Psicanalise e Física Quântica

AUTO MASSAGEM

O PODER DO AGORA

 

 

 

 

 

 

 

medicina holistica curso
medicina holistica pdf
medicina holistica veterinaria
terapia holistica plano de saude
clinica holistica tatuapé
terapia holística e espiritismo
holismo
terapia holística curso
terapia holistica para que serve
terapia holistica reiki
terapia holistica para emagrecer
medicina homeopática
clinica terapia holistica
imagem terapia holistica
medicina alternativa
medicina integrativa
curso terapia holistica recife
reiki em recife
agenda holística recife
psicologa e terapeuta holistica
cursos terapeutas
cursos de terapias alternativas em recife
medicina holistica curso
medicina holistica pdf
medicina holistica veterinaria
terapia holistica plano de saude
clinica holistica tatuapé
terapia holística e espiritismo
holismo
terapia holística curso
terapia holistica para que serve
terapia holistica reiki
terapia holistica para emagrecer
medicina homeopática
clinica terapia holistica
imagem terapia holistica
medicina alternativa
medicina integrativa
curso terapia holistica recife
reiki em recife
agenda holística recife
psicologa e terapeuta holistica
cursos terapeutas
cursos de terapias alternativas em recife