google-site-verification: googleff0548b35ec7a6b9.html Dor no nervo ciático -Dor no nervo ciático aliviar - Qual antiflamatório tomar para a dor no nervo ciático

Dor no nervo ciático

RESUMO

O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano, sendo formado por várias raízes nervosas que vem da coluna vertebral. O nervo ciático se inicia no final da coluna, passando pelos glúteos e parte posterior da coxa, e quando chega no joelho ele se divide entre nervo tibial e fibular comum, e chega até os pés. E é nesse trajeto todo que ele pode causar dor com sensação de formigamento, pontadas ou choque elétrico.

Quando existe compressão ou inflamação deste nervo, surge a dor ciática que causa sintomas como dor intensa no fundo das costas, glúteo ou pernas, dificuldade em manter a coluna ereta e dor ao andar. Nestes casos é importante procurar um médico ortopedista ou fisioterapeuta para que ele possa orientar o tratamento adequado. 

 

 Dor no nervo ciático , sintomas

 

Dor em formigamento, dormência ou choque na coluna, glúteo, perna ou planta do pé.

-Sensação de queimação, fisgada ou perna cansada

-Dor que piora ao ficar muito tempo parado.

-Fraqueza numa ou nas duas pernas

-Dificuldade para caminhar ou ficar muito tempo na mesma posição.

 

Dor no nervo ciático (Conhecimentos aprofundados)

Excesso de peso, falta de exercício físico e hábito de permanecer muitas horas sentado de forma incorreta prejudicam o alinhamento adequado da coluna vertebral e podem causar dores na região lombar, podendo irradiar para a região glútea, posterior da coxa, e chegando aos membros inferiores. “A coluna se estabiliza com ajuda da musculatura paravertebral e abdominal. Quando há fraqueza nessa musculatura, a estabilidade fica prejudicada, podendo sobrecarregar os discos entre as vértebras. A obesidade e o sedentarismo podem piorar o quadro

“O ciático é o maior nervo do corpo humano, é a junção de todas as raízes nervosas do plexo lombar. A dor ciática pode ser causada pela inflamação desse nervo ou por compressão de alguma raiz nervosa do plexo lombar, que pode ser causada por diversas condições

O dano ao ciático pode ocorrer dentro do canal espinhal, no forame intervertebral (espaço entre as vértebras por onde passa a medula espinhal) ou em algum outro ponto de seu percurso, uma vez que atravessa vários músculos, fascias (membranas de tecido fibroso que protegem os órgãos) e tendões.

A dor no ciático acomete indistintamente homens e mulheres e sua frequência aumenta com o envelhecimento, visto que com o passar dos anos as estruturas da coluna vertebral acabam sofrendo um desgaste que pode comprometer tanto a medula espinhal, quanto as raízes que dão origem as nervos.

 

Resultado de imagem para dor no nervo ciático

 


Causas

São consideradas causas importantes para a compressão do nervo ciático e surgimento do processo doloroso: hérnia de disco, traumas, tumores, síndrome do músculo piriforme responsável pela rotação da coxa (espasmo muscular que comprime o nervo ciático), osteoartrite, estenose da coluna lombar (estreitamento do canal vertebral e consequente desgaste. das estruturas da coluna), deslizamento de  vértebras em decorrência de fraturas por pressão (espondilolistese).

Sintomas

São sintomas característicos da dor ciática, que necessariamente não ocorrem ao mesmo tempo:

  • Dor que irradia da coluna lombar para a parte posterior da coxa e da perna;
  • Aumento da dor na perna com tosse, espirro ou estiramento da coluna;
  • Diminuição da força muscular;
  • Perda de sensibilidade ou diminuição dos reflexos na região afetada;
  • Aumento da dor com a manobra de elevar o membro inferior esticado se o paciente estiver deitado.

Na verdade, os sintomas da compressão do ciático podem variar muito, estar ou não associados à dor lombar e, em geral, pioram à noite.

 

Como saber se a dor é ciática 

O diagnóstico da dor ciática pode ser feito pelo médico ortopedista ou pelo fisioterapeuta com base nos sinais e sintomas apresentados. O teste que consiste em comprovar a alteração do nervo ciático pode ser feito no consultório é: ficar deitado de barriga para cima e levantar a perna esticada da maca, se houver dor ou sensação de formigamento, o teste indica compressão ciática. Se houver dor na outra perna, isso indica grave alteração da coluna, como uma hérnia de disco extrusa, por exemplo.

Os exames de imagem como raio X e ressonância magnética podem ser úteis para avaliar a coluna, ajudando a identificar o que está comprimindo o nervo. Caso a coluna apresente-se saudável e sem alterações, a causa da dor ciática deve ser somente muscular ou da fáscia, e o tratamento é relativamente mais simples.

Quando há suspeita de que o nervo esteja mesmo danificado, o que raramente acontece, somente em caso de acidentes graves, pode ser necessário fazer uma eletroneuromiograma, que é um exame que avalia o funcionamento do próprio nervo.

Dor no nervo ciático aliviar

. Usar compressa de eucalipto. Um excelente remédio caseiro para aliviar a dor provocada pela inflamação do nervo ciático é aplicar uma compressa morna de folhas de eucalipto, pois esta planta tem fortes propriedades anti-inflamatórias que ajudam a diminuir a pressão sobre o nervo, aliviando a dor rapidamente.

 

Tratamento para dor no nervo ciático

O tratamento para nervo ciático dolorido ou inflamado pode ser feito com uso de remédios analgésicos, anti-inflamatórios em forma de comprimidos, pomadas, uso de bolsas de calor e fisioterapia com exercícios específicos.

 Qual antíflamatorio  tomar para dor no nervo ciático ?

1.Remédios

Os remédios indicados para combater a dor ciática podem ser o Paracetamol, Ibuprofeno, ou os mais fortes, derivados da morfina como o Tramadol,  mas um relaxante muscular e o Diazepan também podem ser indicados pelo ortopedista. Mas uma forma mais natural de combater a dor é tomar o complexo de vitamina B, já que esta melhora a saúde dos nervos do corpo.

2. Massagem

A massagem com creme hidratante ou óleos essenciais é uma das melhores opções de tratamento caseiro para nervo ciático inflamado porque serve para aliviar a dor e melhorar a movimentação, porque relaxam os músculos das costas, pernas e glúteos, diminuindo assim a compressão do nervo, mas preferencialmente devem ser realizadas por um massagista ou fisioterapeuta e não exclui a necessidade de tratamento na clínica.

3. Exercícios 

O repouso piora a dor, assim como ficar muito tempo na mesma posição e por isso os exercícios leves são bem-vindos. Inicialmente são mais recomendados os alongamentos que podem ser feitos com a pessoa deitada de barriga para cima e abraçando as pernas, por exemplo.

Quando a dor diminuir de intensidade, após a primeira semana de fisioterapia podem ser realizados exercícios de fortalecimento muscular, como: deitar de barriga para cima, fletir os joelho e apertar uma almofada entre as pernas e para trabalhar as costas e coluna, deitar de barriga para cima, fletir os joelhos e levantar o quadril e o bumbum da maca. Estes exercícios de Pilates Clínico são excelentes opções para curar a dor ciática porque fortalecem o abdômen e a coluna. Fortalecer o abdômen é um ótimo truque para proteger a coluna.

Resultado de imagem para dor no nervo ciático

4. Fisioterapia

Na maioria dos casos, o tratamento da inflamação ou compressão do nervo ciático envolve a realização de sessões de fisioterapia com aparelhos que reduzem a dor e inflamação e são realizados exercícios de fortalecimento e alongamentos, e técnicas manuais para mobilizar e estirar a perna afetada, melhorando a irrigação sanguíneo do próprio nervo ciático e normalizar o tônus dos músculos do glúteo e da perna.

Além disso, é também recomendada a aplicação de calor localizado sobre a região a tratar, e a realização de alongamentos para esticar e aliviar a compressão do nervo. Veja outros cuidados e opções caseiras para tratar o nervo ciático em Tratamento caseiro para nervo ciático

Algumas vezes quando estes problemas estão associados a uma má postura, o fisioterapeuta pode também recomendar a realização de um tratamento chamado Reeducação Postural Global – RPG, no qual existe uma correção da postura e alongamento dos músculos responsáveis pela alteração postural.

5. Alimentação

Durante uma crise do ciático deve-se preferir alimentos anti-inflamatórios como salmão, alho, cebola, linhaça, chia e gergelim. Mas também é importante reduzir o consumo de alimentos que aumentam a inflamação no corpo, que são principalmente as carnes processadas, como salsicha, linguiça e bacon,Saiba como fazer uma alimentação anti-inflamatória.

6. Tratamento alternativo

Além disso, existem outras opções que também podem completar o tratamento, que incluem a realização de sessões de Acupuntura e Reflexologia para alivio da dor e desconforto. Uma outra possibilidade é a osteopatia, que consiste em técnicas que esticam os músculos, tracionando de forma a estalar as articulações, sendo uma boa forma de tratar a escoliose, hiperlordose e a hérnia de disco que geralmente estão envolvidas na causa da dor ciática. 

7. Cirurgia na coluna

Fica reservada somente para os casos mais graves, quando há hérnia de disco que não melhora com todos os tratamentos acima citados. Nesse caso o cirurgião pode decidir retirar o disco vertebral e colar uma vértebra na outra, por exemplo.

 

Como evitar que a dor no nervo ciático volte

Sintomas e tratamento do nervo ciático inflamado

Para prevenir uma nova crise de dor ciática, deve-se:

  • Fazer regularmente alongamentos, que estiquem os músculos das pernas e a coluna. Veja alguns alongamentos que pode fazer durante o dia de trabalho em 8 Alongamentos para combater a Dor nas Costas no Trabalho
  • Evitar o sedentarismo e praticar regularmente atividades como caminhada, Pilates ou Hidroginástica que fortalecem e alongam os músculos;
  • Tentar manter a postura das costas correta mesmo quando sentado;
  • Estar sempre dentro do peso ideal;
  • Manter o abdômen sempre forte para proteger a coluna.

 

A dor no nervo ciático acontece quando este nervo sofre uma compressão, o que é comum quando a pessoa possui hérnia de disco lombar, especialmente entre L4 ou L5, um aperto do canal onde passa a medula, um desalinhamento de uma vértebra, ou quando possui um aumento do tônus e da firmeza do glúteo, por exemplo.

Mulheres que praticam atividade física na academia e tem o bumbum muito trabalhado, podem ficar com dor ciática porque houve uma aumento do tônus ou, até mesmo, se desenvolveu uma contratura no glúteo, mais especificamente no músculo piriforme.

Cerca de 8% da população mundial sofre com dor ciática porque nelas as fibras do nervo passam por dentro do músculo piriforme, e este quando está muito tenso ou com contratura, comprimem o nervo, levando ao surgimento da dor em forma de dormência, choque ou formigamento. Saiba identificar a síndrome do piriforme.

Dor no nervo ciático na gravidez

Durante a gravidez é comum o nervo ciático ser afetado devido ao rápido aumento de peso, crescimento da barriga e alteração do centro de gravidade da mulher, o que pode levar à compressão deste nervo. Quando isto acontece, a grávida deve procurar um médico ou fisioterapeuta, para iniciar o tratamento e minimizar os sintomas apresentados. O tratamento pode ser feito com exercícios de alongamento, compressas quentes e pomadas antiinflamatórias para passar no local da dor.